quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Piódão já não tem um parque infantil!

escola primaria

(imagem daqui)

Aqui há alguns anos sabíamos que «Sobral de Monte Agraço já tem um parque infantil!».

Infelizmente, o Piódão, aldeia tão bela quanto empobrecida, acaba de ver a sua escola de 1º ciclo encerrada. É mais uma, simplesmente mais uma, das setecentas e tal que fazem parte desta campanha intensa de um esvaziamento cada vez maior do interior do nosso país, em detrimento dos grandes centros e do litoral.

Com o encerramento da escola, acabam os risos e brincadeiras das crianças. Piódão já não precisará de parque infantil!

As crianças do Piódão vão ter que fazer, todos os dias, 28 km até à Escola Básica da Ponte das Três Entradas, no concelho de Oliveira do Hospital, de taxi ou autocarro. E quem conhece aquelas estradas pode imaginar o suplício que será, no inverno, ter que fazer aquela viagem, em troços mais adequados a qualquer Paris-Dakar!

Até quando, este esvaziar contínuo, constante, que vai paulatinamente transformando o nosso país naquele adágio «Portugal é o litoral, o resto é paisagem»?

Visitei o Piódão em 2008. Aqui estão algumas fotos.

081005 0379 Xisto

081005 0402 Xisto

 081005 0407 Xisto

 081005 0410 Xisto

 081005 0412 Xisto

 081005 0414 Xisto

 081005 0415 Xisto

  081005 0432 Xisto

 081005 0431 Xisto

 081005 0440 Xisto

 081005 0443 Xisto

 081005 0444 Xisto

 081005 0456 Xisto

 081005 0457 Xisto

081005 0464 Xisto

  Enfim, não se esqueçam de, no próximo 5 de Outubro, reservarem um tempinho para a inauguração da nova escola do 1º ciclo, com discursos, políticos e muita pompa e circunstância. Serão 100 as escolas, em todo o país, a «inaugurar» (sim, inaugurar está entre aspas, ‘go figure’…).

É mais uma das iniciativas comemorativas do centenário da República. A mim, perante este esbanjar idiota de dinheiros públicos, (enquanto as Delphis, Dyn’Aeros, Subercentros do nosso país seguem encerrando e lançando milhares para o desemprego, umas atrás das outras) faz-me lembrar aquela cena do «Titanic» onde, enquanto o barco se afundava, os músicos continuavam tocando! E apetece-me gritar: «Viva o Rei!»

É assim o meu país!

2 comentários:

relogio.de.corda disse...

Medidas tristes para um país igualmente triste!!! Parabéns pelas fotos. Essa terra é linda.

Anónimo disse...

Boa tarde,

estou a investigar sobre essa dicotomia entre escolas rurais x escolas urbanas.
Será que tem algum tipo de conhecimento que me possa ajudar?? Gostava de contactar o presidente da junta de freguesia. Poderia ajudar-me?

Aguardo resposta